Pesquisar
Close this search box.

Como é feito um bom Artigo Científico? 7 dicas essenciais!

Dicas importantes para elaborar um excelente Artigo Científico
Aprenda com nossas dicas a escrever um bom artigo científico

Então você chegou até aqui pois está querendo saber como fazer um bom artigo científico, bem feito, com qualidade para ser aprovado por sua instituição e ainda, quem sabe, ser publicado, certo?

Pergunto isto, pois alguns visitantes querem outra coisa: apenas um trabalho rápido, simples e fácil. Pare estes, sugiro ler este outro artigo: Simplifique a elaboração do seu Artigo Científico com dicas e exemplos

→ Você também pode estar a procura de um serviço profissional para sua auxiliar na sua pesquisa. Sempre recebemos solicitações de assessorias deste tipo. Se for seu caso, você pode dar uma olhada neste link e pedir o que precisa. Nos parece qualificado, confiável e tem garantia.

Se o seu caso então é saber como escrever um bom artigo científico, vai gostar do que temos aqui!

Primeiramente, você precisa saber por que é tão necessário elaborar um artigo científico que tenha ao menos certa qualidade.

Não sei se é seu caso, mas normalmente a principal finalidade dos artigos científicos é a publicação em revistas, livros ou periódicos.

É o seu caso?

Um bom artigo científico não é uma produção que fazemos para ficar engavetada.

Muito pelo contrário!

Ele deve circular em sua área de atuação, servindo como um fomento ao seu nicho, apresentando propostas inovadoras, ou como complemento às teorias já existentes.

Mesmo que não vá publicá-lo, você vai aproveitar nossas dicas. Pois, se elas dão qualidade ao seu artigo científico para uma publicação, também será assim para que fique dentro dos padrões e exigências de sua instituição e orientador, certo?

Então, como saber se um artigo científico é bom? Se ele tem qualidade?

Acompanhe nossas dicas e indicações de outros artigos e você terá base sólida para preparar um ótimo artigo!

Entenda como escrever um artigo científico com qualidade para ser publicado
Dicas importantes para você que quer fazer um artigo científico com qualidade para publicação ou somente para aprovação

Nossas dicas para elaborar, fazer e escrever um bom artigo científico

Pensando em lhe auxiliar a elaborar e escrever um artigo científico bem feito, separamos vários pontos importantes, que certamente serão um divisor de águas na sua vida, e facilitará bastante na hora de lidar com esse tipo de produção acadêmica e científica.

Estas dicas são as mais acessadas em nosso site, e que mais auxiliam nossos visitantes. E isto, graças ao compartilhamento em redes sociais.

E você também pode retribuir nosso trabalho, com apenas poucos segundos de seu tempo.

Dicas para saber se um artigo cientifico é bom de verdade
Seu artigo deve ser bom o bastante para ser publicado em uma revista científica

Dica 1 – Compreenda o jogo da publicação de um artigo científico

Primeiramente, precisamos destacar que, a capacidade para fazer um artigo científico não deve ser vista como uma medida de habilidade clínica ou científica.

Tampouco tem relação com inteligência ou valor como ser humano. Isso quer dizer que, qualquer pessoa pode escrever um artigo científico com qualidade, independente da sua área de atuação, desde que siga as normas exigidas para o seu desenvolvimento.

Se seu caso não for publicá-lo, o mesmo se aplica às regras de sua instituição. Ainda que existam regras ABNT para artigos científicos, cada instituição tem suas particularidades.

Para poder produzir um artigo publicável ou aceito como um bom artigo por sua instituição de ensino, primeiro você precisa saber se você escolheu um tema realmente relevante, e depois, em qual meio deseja ver circular seu material.

Isso é importante porque as revistas ou editoras geralmente possuem normas próprias para este tipo de produção, e desse modo, você precisará enquadrar-se no sistema.

Logicamente que o artigo deverá ter uma base científica sólida, mas há muito mais artigos cientificamente sólidos do que espaço disponível em periódicos. Então, inove para atrair a atenção dos editores!

Serão escolhidos os artigos que os editores acreditem que serão mais apreciados por seus leitores.

Portanto, se você deseja fazer um bom artigo científico e publicar em uma revista específica, antes precisa descobrir o que eles esperam do seu texto.

Também é importante mencionar que, as revistas lançam temas diferentes para cada volume e obviamente o seu artigo precisa enquadrar-se na proposta para ser publicável.

Dica 2 – Definir a mensagem que o artigo científico irá transmitir

Esta é uma etapa vital e que acaba sendo esquecida em alguns casos. Sendo assim, resista à tentação de começar a digitar seus resultados assim que estiverem disponíveis.

Antes disso, tire algum tempo para pensar com antecedência: o que os resultados do estudo realmente significam?

A mensagem principal do estudo deve ser escrita em uma única frase, cerca de doze palavras com pelo menos um verbo.

Isso o forçará a pensar com clareza e também o ajudará a construir seu artigo a partir de seu núcleo.

O Mapa mental é uma excelente ferramenta para fazer o recorte ideal do artigo
Saiba qual recorte de informação privilegiar para que caiba no artigo científico

Dica 3 – Decida a informação que irá apresentar

Um dos maiores problemas ao escrever, não é o que dizer, mas o que omitir. Ou seja, qual recorte de informação privilegiar para que caiba dentro de um artigo científico.

Muitos cientistas são a favor do chamado “método de deck”, em que todos os dados são coletados e misturados, até que o autor selecione algo que lhe agrade mais discutir.

No entanto, existe outro método que é escrever a mensagem do artigo no centro de uma grande folha de papel. Esta mensagem deverá ser rodeada de perguntas e respostas que serão necessárias para dar suporte ao trabalho.

Esse processo é conhecido como “técnica de mapa mental”, e é muito útil para quem quer definir o que dizer e o que pode ser omitido.

Dica 4 – Organizar a estrutura do artigo científico

Escrever é uma atividade linear. Desse modo, é preciso estabelecer certa estrutura para o manuscrito.

Primeiramente, você deve consultar a revista na qual deseja publicar e analisar a estrutura dos artigos existentes.

Observe em particular as diferentes seções exigidas. Nos artigos originais, geralmente haverá pelo menos quatro:

  1. Introdução (por que você fez isso?);
  2. Métodos (o que você fez);
  3. Resultados (o que você encontrou?)
  4. Discussão (o que significa tudo isso?).

É conveniente observar quantos parágrafos cada seção possui aproximadamente 9, e uma estrutura típica são dois parágrafos na introdução, sete nos métodos, sete nos resultados e seis na discussão.

Isso só serve para que você cuide para não deixar seções pouco desenvolvidas, embora nada lhe impeça de desenvolver um pouco mais alguma seção.

Além disso, verifique as frases-chave (por exemplo, no final da sua introdução e no início da discussão). A primeira frase da introdução é geralmente um “minicompendium” de tudo que já sabemos e é geralmente estereotipada.

Mais importantes são as últimas frase da introdução (“portanto foi realizado…”) e a primeira frase da Discussão (“ O nosso estudo demonstra claramente que…”). A última frase da discussão deve ser uma declaração clara da mensagem do artigo.

Saiba mais em: Guia de ELEMENTOS e ESTRUTURA de Artigo Científico

 

Dica 5 – Colocar a mão na massa e escrever!

Muitas pessoas passam muito tempo nessa fase, principalmente porque não estão apenas escrevendo, mas também estruturando e revisando o artigo.

Se a estrutura do artigo foi previamente estabelecida (como sugerimos anteriormente), ele pode ser escrito rapidamente: uma introdução não pode demorar mais de 10 minutos, se você sabe o que escrever.

O importante nessa fase é não perder tempo se preocupando com detalhes e obter um primeiro rascunho claro e coerente.

Não se preocupe em escrever bem em um primeiro momento, apenas escreva e, ao final, sim, irá lapidando o seu material e fazendo os ajustes e correções necessários.

A escrita com linguagem correta para Artigos Científicos
Escrever e reescrever até que fique bem claro o que se quer passar no artigo

Dica 6 – Voltar a escrever

Como dito anteriormente, precisamos nos jogar na escrita do artigo científico sem medo, e somente depois ir fazendo as correções necessárias.

Desse modo, precisamos escrever o artigo e voltar para reescrevê-lo, tendo em vista que esta etapa é essencial para o processo e infelizmente a maioria das pessoas se esquece disso, ou o faz muito mal.

Portanto, após “finalizar” seu artigo, volte a revisá-lo, fazendo algumas questões a si mesmo:

  • O artigo científico tem uma mensagem coerente?
  • A mensagem é adequada para a revista onde você deseja publicar?
  • O artigo está bem estruturado?

 

Trazendo essas questões para o seu texto, o ideal é que o manuscrito seja lido várias vezes, focando um aspecto específico de cada vez e também é super interessante pedir uma leitura de fora, seja de um colega ou professor.

Além disso, se o artigo lida com dados, observe-os novamente e veja se a sua leitura segue a mesma.

Também é preciso questionar-se se as regras básicas de sintaxe e ortografia foram seguidas. Os autores que fundamentam o seu estudo estão devidamente citados? Essa é a hora de avaliar cuidadosamente o seu texto.

 

Dica 7 – Adicione os extras necessários e fundamente bem o seu texto

Esta é a etapa mais custosa para fazer um bom artigo científico, mas você pode dividir essa tarefa em parte gerenciáveis:

  1. Referências: reveja o seu texto e procure as afirmações no artigo que precisam ser apoiadas por teóricos que possam dar maior respaldo ao seu discurso. Se existem vários trabalhos que defendem o mesmo ponto com igual eficácia, faça um recorte de teóricos e busque deixar essa escolha bem clara para os seus leitores.
  2. Tabelas e figuras: eles representam os seus dados e servem para dar apoio ao seu texto e principalmente à análise dos seus resultados.
  3. Resumo: todo artigo científico deve ter um resumo logo depois do título do artigo, e ele deve estar em língua materna e com uma tradução em língua estrangeira. Além disso, o resumo do artigo deve ser a última coisa a se fazer e precisa seguir sempre as normas do canal onde deseja divulgá-lo.

Dicas extras e Informações relevantes

Para fazer um bom uso de nossas dicas você pode ler mais sobre a estrutura do artigo e seus elementos, compreender as Normas ABNT, dominar formas de citações e referências bibliográficas, escolher uma metodologia de artigo científico, além da linguagem da escrita deste tipo de produção textual.

Para isto, aproveite nossos guias completos e nossos materiais. E se você ainda não compartilhou, ainda precisamos de sua contribuição!

Usamos cookies para uma melhor experiência em nosso site. Você pode aceitar nossos termos ou saber mais sobre nossa Política de Privacidade e de Cookies. We are committed to protecting your privacy and ensuring your data is handled in compliance with the General Data Protection Regulation (GDPR).