Exemplos de como fazer Títulos e Subtítulos para Artigos Científicos

Título e subtítulo de artigo – Exemplos prontos
Aproveite nossos exemplos e saiba como deve ser o título e subtítulo de seu artigo científico

Se você está em busca de exemplos de título e subtítulo de artigo científico você veio ao lugar certo. Trazemos todas as orientações sobre como deve ser o título de um artigo científico, uma vez que iremos lhe ajudar a desenvolver essa que é uma das partes mais importantes de um trabalho de pesquisa.

Por que estamos dando tanta relevância para um simples título e subtítulo? Justamente porque ele é o cartão de visita do seu artigo científico, e se ele não for atrativo e claro o bastante, os leitores potenciais jamais se interessarão por seu estudo.

Basicamente, um título é uma frase que encabeça qualquer trabalho escrito e serve para que o leitor possa identificar o tema com o qual você trabalha.

Autores que fizeram este tipo de produções científicas afirmam que escrever um título deve ser um dos primeiros passos para a elaboração do manuscrito, uma vez que ajuda o pesquisador a manter o foco ao longo do trabalho.

Desta forma, o título serve como um mapa que nos ajuda e nos guia no processo de escrita. No entanto, o título pode modificar-se quando vezes forem necessárias, até que se consiga expressar a ideia principal do estudo.

Forma correta de se preparar um título e subtítulo para artigos
Maneiras corretas e importantes de fazer um título de artigo científico

Como deve ser o título de um artigo científico?

Quando lidamos com trabalhos científicos ou acadêmicos, os títulos são muito importantes, pois é a primeira coisa que é exposta para o leitor.

Em outras palavras é cabeçalho principal e ele mostra de antemão com qual linha temática você está trabalhando, bem como o objetivo da sua tese.

Também devemos destacar que, além do título, alguns estudos apresentam subtítulos que aparecem logo depois de um título principal, ou no começo de cada capítulo e entre as seções ou apartados de um texto.

Ambos servirão para apresentar e mostrar em uma frase muito resumida a finalidade da pesquisa realizada.

Ainda que estejamos acostumados a ver títulos criativos e engenhosos em livros, filmes, canções, publicidade, etc. Quando se trata de um trabalho acadêmico o título principal deve ter a mesma seriedade que o resto do estudo.

Além disso, muitos trabalhos científicos entram em sistemas de buscadores das bibliotecas de institutos, universidades ou em repositórios online.

Por esta razão, o título e o subtítulo devem ser de fácil catalogação e ser facilmente encontrados por parte dos leitores interessados, ou seja, é preciso que o título contenha as palavras-chave que você saiba que o seu leitor procurará.

Quais são os tipos de títulos em artigo científico?

Existem pelo menos dois tipos de títulos em um artigo científico: indicativo e informativo. Veja em detalhes abaixo:

  • Indicativo: menciona de que se trata o documento, mas não sobre os resultados encontrados.

Exemplo: “Tutorias para os estudantes da faculdade de medicina que prestam o exame extraordinário na matéria de Fisiologia: estudo comparativo”.

 

  • Informativo: enuncia brevemente os resultados da pesquisa.

Por exemplo: “Tutorias: um recurso para uma maior probabilidade de bons resultados no exame extraordinário em Fisiologia: estudo comparativo.”

 

A estrutura do título de artigo científico

O título pode ter três tipos de estruturas: subordinada, subtitulada e contínua. A diferença está na separação entre o essencial e o não essencial do título.

No título subordinado são utilizados os dois pontos como separação, enquanto que no título com subtítulos, o essencial e não essencial se separam totalmente por um ponto e seguido.

Por outro lado, no título contínuo não há separação de espécie alguma. Vejamos os seguintes exemplos de títulos e subtítulos no artigo científico:

  • Subordinado: “Ambiente acadêmico e estruturas organizacionais: a aprendizagem situada nas residências médicas”.
  • Com subtítulo: “Como realizar uma busca de informação eficiente. Pubmed como plataforma para acessar a Medline”.
  • Contínuo: “Correlação entre a avaliação diagnóstica e a reprovação curricular no componente de biologia”.

 

ATENÇÃO: A decisão para estruturar o título de uma ou outra forma dependerá muito do estilo dos autores do artigo, e também das pautas que regem a revista na qual você pretende publicar essa produção científica.

Subtítulos em um artigo científico?

Os subtítulos servem para hierarquizar o conteúdo e dar-lhe uma estrutura em seções que desenvolvem temas determinados.

São níveis de menor grau, mas igualmente importantes no momento de organizar o texto em partes, mostrar relações de dependência e origem dos pontos tratados.

Sempre é recomendado fazer uso de subtítulos nos artigos científicos, como forma de revelar ao seu leitor cada fase pelo qual a pesquisa passou.

Além disso, trabalhando desse modo no seu artigo científico você melhora a legibilidade do seu trabalho e a compreensão total do texto.

Entenda a elaboração do título para artigo científico
Saiba como fazer de forma correta um título para artigo científico

Critérios de como fazer um título de artigo científico

O título principal é, geralmente, uma frase ou oração que agrupa várias palavras que fazem a função de sujeito, por exemplo: “Estudo da ironia nas obras… ou Análise da incidência de…” No entanto, isso é somente uma das muitas opções que existem.

Para aprender de maneira correta como fazer um título de artigo científico, você deve privilegiar a objetividade e a precisão do enunciado.

Desse modo, não é apropriado deixar-se levar por frases metafóricas ou ambíguas que não deixam claro, à primeira vista, o objeto ou problema de estudo do seu artigo científico.

Dessa forma, recomendamos sempre que se privilegie a clareza na escrita.

Exemplo de título e subtítulo de artigo científico: “Análise de contraste espanhol/inglês da atenuação retórica no discurso médico.”

Tendo em vista que cada norma tem a sua exceção, vamos exemplificar através da área de humanidades, especialmente literatura, filosofia e artes.

Todas estas costumam trabalhar com metáforas em seus títulos, mas o ideal é que nestes casos se insira um enunciado com um subtítulo que seja mais esclarecedor.

Por exemplo: “Discretas Loucuras: variações em torno do tema da loucura em Dom Casmurro.”

Estes tipos de licenças devem ser empregados com muito cuidado, porque o interesse principal é que se entenda o que vai no trabalho.

Quando em um trabalho científico se expõe um conceito que é novidade, desenvolvido pelo pesquisador, é recomendado que se inclua no título, por exemplo: “Violência objetiva: legitimação política e social da violência do Estado”.

O trabalho científico, ou a criação de projetos especiais devem sempre incluir a finalidade do estudo com ênfase no desenvolvimento do objeto ou tecnologia.

Por exemplo: “ECS Virtual: design de página na web institucional para a Escola de Comunicação Social da Universidade de São Paulo”.

Recomendações para títulos e subtítulos em artigos
Aproveite nossas dicas extras para elaborar seu título

Recomendações extras para elaboração dos títulos em artigos científicos

  • Uso de abreviaturas

É recomendado que você evite usar abreviaturas nos títulos, no entanto existem algumas exceções. Por exemplo: DNA, HIV, AIDS, etc.

  • Posição do mais importante

Outro recurso de utilidade é aquele que diz respeito à sequência das palavras-chave do título.

Se escrevermos o mais relevante de nosso trabalho no início do título é muito provável que mais pessoas leiam o artigo.

O exposto é exemplificado no seguinte título:

“Aptidão clínica na interpretação de radiografias em amostra de médicos internos de graduação”.

Ao contrário do seguinte título:

“Fatores relacionados ao desempenho acadêmico na área de Bioquímica”.

O aspecto fundamental é o desempenho, mas sua posição não está no início do título, portanto, não poderia ser destacado entre os outros títulos do índice.

 

Conclusão

Podemos concluir que, o título em um artigo científico, além de ser parte constituinte do artigo, é também uma espécie de isca para que os leitores possam chegar a nossa pesquisa mais facilmente.

É por esta razão que necessitamos trabalhar essa parte da produção científica com bastante cuidado, entrega e tempo suficiente para elaborá-lo da forma correta.

Se você gostou do nosso conteúdo de hoje, considere compartilhar em sua rede social favorita.

Usamos cookies para uma melhor experiência em nosso site. Você pode aceitar nossos termos ou saber mais sobre nossa Política de Privacidade e de Cookies.