Pesquisar
Close this search box.

Objeto de Pesquisa em Trabalhos Científicos: Exemplos prontos!

Objeto da Pesquisa Científica
Aprenda os detalhes e nuances do objeto de pesquisa a partir de exemplos

Como você deve saber, para conduzir um estudo de qualidade, cada componente tem sua relevância. E nesse processo, encontra-se o objeto de pesquisa.

Mas, você sabe exatamente:

O que é o objeto de pesquisa?

Por que é tão vital em nossos trabalhos científicos e acadêmicos?

Como pesquisador e professor, tenho acompanhado muitos alunos e colegas ao longo dos anos, e percebo que essa é uma dúvida comum.

Há até confusão entre objeto de pesquisa e tema!

Então, permita-me ser seu guia neste tema. Discutiremos em profundidade o conceito de objeto de pesquisa, sua significância e apresentaremos exemplos que auxiliarão na compreensão e aplicação prática deste componente.

→ Venha ver o que abordaremos no texto de hoje.

O que é Objeto de Pesquisa?

Entenda o conceito de objeto de pesquisa
Objeto de pesquisa: o pilar central de qualquer pesquisa acadêmica ou científica

Antes de exemplos e explicações de desenvolvimento dentro de um trabalho, é essencial entender o significado e conceito de Objeto de Pesquisa:

 

O objeto de pesquisa pode ser considerado como o ponto principal de qualquer investigação científica. Ele refere-se ao aspecto específico ou à particularidade do tema que você deseja estudar ou investigar. É, essencialmente, aquilo que será observado, analisado e compreendido em sua pesquisa.

 

Vou tentar ser mais didático aqui.

Imagine que você está em uma biblioteca imensa, repleta de livros sobre diversos assuntos. O tema de sua pesquisa seria um corredor específico dessa biblioteca, enquanto o objeto de pesquisa seria uma estante ou até mesmo um livro específico nesse corredor.

O Objeto de Pesquisa ajuda a delimitar o foco da sua investigação, tornando-a mais precisa e direcionada.

Agora ficou mais claro, não é?

Entender e definir bem o objeto de pesquisa é crucial.

Isso porque, ele guiará todas as etapas subsequentes de seu estudo, desde a escolha da metodologia até a análise dos resultados.

Um objeto de pesquisa bem definido proporciona clareza, evita desvios e garante que a pesquisa permaneça focada em seu propósito inicial.

 

Mas atenção. Não o confunda com o tema! Veja abaixo.

Entenda a diferença entre Tema e Objeto de Pesquisa

Contraste entre tema e objeto na pesquisa
A sutileza que diferencia foco e contexto

A confusão entre “tema” e “objeto de pesquisa” é comum entre meus alunos. Entender a distinção entre eles é fundamental para estruturar adequadamente um estudo científico.

Vamos deixar tudo mais claro!

O tema é mais amplo e refere-se ao assunto geral que se deseja investigar.

Pode-se dizer que o tema é o pano de fundo ou o contexto em que sua pesquisa está inserida. Por exemplo, se decidíssemos estudar “A influência da tecnologia na educação”, esse seria o nosso tema.

Já o objeto de pesquisa, como mencionado anteriormente, é um recorte específico dentro desse tema.

Continuando com nosso exemplo, se optássemos por focar especificamente em “O uso de aplicativos educacionais em salas de aula do ensino médio”, esse seria o nosso objeto de pesquisa.

A diferença pode parecer sutil, mas é crucial.

Enquanto o tema nos dá uma visão panorâmica do que queremos abordar, o objeto de pesquisa nos fornece um foco, que nos permite analisar um aspecto particular do tema de forma detalhada.

A distinção clara entre tema e objeto é vital, pois ajuda o pesquisador a não se perder em meio a um mar de informações e possibilidades. Ao estabelecer um objeto de pesquisa bem definido, o estudo ganha direção, tornando-se mais objetivo e eficaz.

Agora, vamos aprender a definir o Objeto de Pesquisa?

8 Passos Práticos para definir o Objeto da Pesquisa Científica!

Estratégias para aprimorar a definição de pesquisa
A bússola direcionando sua jornada científica

Elaborar e definir o objeto de pesquisa pode parecer uma tarefa difícil, mas com uma abordagem estruturada, esse processo pode se tornar bem mais simples e objetivo do que parece!

Aqui estão alguns passos práticos que podem ajudar nessa jornada:

  1. Entenda seu Tema: Antes de mais nada, é essencial ter uma compreensão clara do seu tema de pesquisa.
    Pergunte a si mesmo: “O que exatamente quero explorar ou descobrir?”.
    Uma compreensão sólida do tema servirá como base para a definição do objeto.
  2. Faça Perguntas Específicas: Comece a questionar seu tema. Por exemplo, se seu tema é “A influência da tecnologia na educação”, suas perguntas podem ser: “Como os aplicativos educacionais afetam o aprendizado dos alunos?” ou “Qual é o impacto da tecnologia no engajamento dos alunos?”.
  3. Delimite o Escopo: Com base nas perguntas, comece a delimitar o escopo.
    Se você se interessou pela influência dos aplicativos educacionais, seu objeto pode ser algo como “O impacto dos aplicativos educacionais no aprendizado dos alunos do ensino médio”.
  4. Verifique a Viabilidade: É essencial garantir que seu objeto de pesquisa seja viável. Isso significa que deve ser algo que você possa realmente estudar, dada sua abordagem, recursos e tempo.
    Pergunte-se: “Eu tenho as ferramentas e os recursos para estudar isso adequadamente?”.
  5. Consulte a Literatura Existente: Antes de se comprometer completamente com seu objeto de pesquisa, faça uma revisão da literatura.
    Isso ajudará a identificar se o objeto escolhido já foi extensivamente estudado ou se há lacunas que você pode preencher com sua pesquisa.
  6. Peça Opiniões a seu orientador: Discuta seu objeto de pesquisa proposto com mentores, orientadores ou professores.
    Eles podem oferecer visões diferentes ou apontar aspectos que você pode não ter considerado.
  7. Faça Ajuste: Com base nas opiniões e na revisão da literatura, não tenha medo de ajustar seu objeto de pesquisa.
    A pesquisa é um processo dinâmico, e é natural fazer ajustes ao longo do caminho.
  8. Documente Tudo: Por fim, mas não menos importante, documente sua decisão e justificativa.
    Isso não só ajuda a manter o foco ao longo da pesquisa, mas também é útil quando se trata de escrever sua introdução e justificativa.

A definição do objeto de pesquisa é um processo que exige revisões e reflexões.

Não se apresse, dê a si mesmo o tempo necessário para contemplar, pesquisar e discutir.

Uma escolha bem fundamentada aqui pode fazer toda a diferença no sucesso de seu projeto de pesquisa.

Pontos Essenciais para acertar na escolha do Objeto de Pesquisa

Parâmetros para uma escolha de pesquisa assertiva do Objeto de pesquisa
Conheça os pontos para escolher o objeto de sua pesquisa de forma correta

A definição do objeto de pesquisa é um momento crucial em qualquer estudo científico. Para assegurar que essa escolha seja orientada, considere os 5 critérios que separamos abaixo.

Depois destes pontos, vamos abordar outros pontos – também muito importantes – para sua escolha.

Vamos lá?

 

  • Relevância: Seu objeto de pesquisa deve ser relevante para a área de estudo e, idealmente, trazer uma contribuição ou perspectiva nova. Pergunte-se: “Por que é importante estudar isso agora?”
  • Clareza: Evite ambiguidades. Seu objeto de pesquisa deve ser claro o suficiente para que outros pesquisadores entendam exatamente o que você está investigando.
  • Viabilidade: É essencial garantir que você tenha os recursos, tempo e ferramentas para estudar o objeto escolhido.
  • Originalidade: Embora não seja obrigatório, é benéfico escolher um objeto que ainda não tenha sido excessivamente explorado, proporcionando uma contribuição fresca ao campo.
  • Alinhamento com seus Interesses: A paixão é um motivador poderoso. Escolha um objeto que o entusiasme e o motive ao longo da pesquisa.

Esses pontos são essenciais, mas e se as coisas mudarem durante a realização de sua pesquisa?

Como assim?

Em um mundo ideal, começaríamos e terminaríamos nossa pesquisa exatamente como planejado.

Mas é bem comum surgirem novas informações, ocorrem imprevistos, e você pode se encontrar ponderando sobre a necessidade de ajustar seu objeto de pesquisa.

Calma. Realmente pode acontecer!

Sabia que alterar o objeto de pesquisa não é necessariamente algo negativo?

Porém, é fundamental considerar as implicações.

  • Será necessário revisar a literatura novamente?
  • A metodologia ainda será adequada?
  • E quanto aos dados já coletados?

Se a mudança for essencial, não tenha medo de fazê-la, mas faça-o com prudência, garantindo que cada ajuste esteja bem fundamentado e documentado.

Por falar na metodologia, vamos ver a relação dela com o objeto de pesquisa?

Relação entre Objeto de Pesquisa e Metodologia

Pois é, o objeto de pesquisa influencia fortemente a escolha da metodologia.

Você sabia disso?

Se seu objeto se concentra em explorar experiências e percepções, uma abordagem qualitativa pode ser mais adequada.

Por outro lado, se você busca padrões ou relações mensuráveis, uma abordagem quantitativa pode ser a escolha certa.

Além disso, a natureza do objeto pode ditar as ferramentas e técnicas específicas a serem usadas.

Quer um exemplo?

Vamos lá: um objeto focado em analisar interações sociais online pode exigir ferramentas de análise de mídia social, enquanto um objeto focado em padrões climáticos pode exigir ferramentas estatísticas avançadas.

Então você já sabe.

O objeto de pesquisa não apenas informa o “o quê” de sua pesquisa, mas também influencia fortemente o “como”.

Vou te dar mais exemplos.

Objeto e Metodologia: adaptação conforme o tipo de pesquisa 

O tipo de pesquisa que você está conduzindo pode exigir adaptações no objeto de pesquisa. Vejamos como isso se aplica a diferentes abordagens:

  • Objeto de Pesquisa na Pesquisa Qualitativa

Nesta abordagem, o objeto de pesquisa tende a ser mais aberto e exploratório.

Por exemplo, em vez de “Quantificar o uso de aplicativos educacionais por alunos”, você pode ter de “Explorar as percepções dos alunos sobre aplicativos educacionais”.

  • Objeto de Pesquisa na Pesquisa Quantitativa

Aqui, o objeto de pesquisa é geralmente mais específico e mensurável.

Usando o exemplo anterior, você poderia ter de “Avaliar a frequência e duração do uso de aplicativos educacionais por alunos do ensino médio”.

Entendeu?

  • Objeto de Pesquisa na Pesquisa Mista

Ao combinar abordagens qualitativas e quantitativas, o objeto de pesquisa pode necessitar de múltiplas facetas.

Por exemplo, “Explorar as percepções dos alunos sobre aplicativos educacionais e quantificar sua frequência de uso”.

  • Objeto de Pesquisa no Estudos de Caso

Em estudos de caso, o objeto de pesquisa é muitas vezes um evento, situação ou indivíduo específico.

Por exemplo, “Analisar a implementação de um aplicativo educacional específico em uma escola do ensino médio”.

 

Independente da abordagem, o mais importante é garantir que o objeto de pesquisa esteja alinhado com a metodologia escolhida, permitindo uma investigação profunda e significativa.

Exemplos Práticos em Diferentes Disciplinas  

Exemplo de objeto de pesquisa
Exemplo: aprenda como se apresentam os objetos de pesquisa

Você sabia que a definição do objeto de pesquisa varia de acordo com a disciplina e o foco do estudo?

Abaixo, apresento uma série de exemplos de objetos de pesquisa em diferentes áreas e logo a seguir, vamos desenvolver com mais profundidade um dos exemplos mencionados.

 

Exemplo do Objeto de Pesquisa em Ciências Biológicas

Tema: Efeitos da poluição na vida aquática.

Objeto de Pesquisa: Impacto de microplásticos no sistema digestivo de peixes de água doce.

 

Exemplo do Objeto de Pesquisa em Ciências Sociais

Tema: Interação nas redes sociais.

Objeto de Pesquisa: Análise do comportamento de jovens adultos no uso do Instagram durante eventos políticos.

 

Exemplo do Objeto de Pesquisa em Psicologia

Tema: Estresse no ambiente de trabalho.

Objeto de Pesquisa: Influência de longas horas de trabalho na saúde mental de profissionais de TI.

 

Exemplo do Objeto de Pesquisa em Medicina

Tema: Tratamentos para diabetes.

Objeto de Pesquisa: Eficiência de novos medicamentos orais na regulação da glicose em pacientes diabéticos tipo 2.

 

Exemplo do Objeto de Pesquisa em Artes

Tema: Evolução da pintura renascentista.

Objeto de Pesquisa: Uso da perspectiva linear nas obras de Leonardo da Vinci.

 

Exemplo do Objeto de Pesquisa em Engenharia

Tema: Energias renováveis.

Objeto de Pesquisa: Desempenho de células solares orgânicas em climas tropicais.

 

Exemplo do Objeto de Pesquisa em Educação

Tema: Métodos de ensino a distância.

Objeto de Pesquisa: Impacto da gamificação na retenção de informações em cursos online para adultos.

 

Exemplo do Objeto de Pesquisa em História

Tema: Segunda Guerra Mundial.

Objeto de Pesquisa: A influência da propaganda nazista no moral da população alemã entre 1939-1942.

 

Estes exemplos demonstram a variedade e especificidade com que o objeto de pesquisa pode ser definido em diferentes campos.

É a particularidade e foco do objeto que ajuda a direcionar a pesquisa de forma clara e objetiva, permitindo que o pesquisador aprofunde sua análise em um aspecto específico do tema maior.

E agora, vamos a um exemplo passo a passo da construção de um objeto de Pesquisa.

Aproveite.

Passo a Passo: Exemplo de Elaboração do Tema ao Objeto de Pesquisa  

Vamos pegar um dos exemplos acima, ok? Sobre as interações nas redes sociais.

Primeiro entenda seu Tema.

Inicialmente, foi identificado um interesse nas “Interações nas redes sociais”.

As redes sociais têm sido palco de muitos debates e discussões, especialmente nos últimos anos, e oferecem uma rica fonte de dados sobre o comportamento humano.

Agora, faça perguntas específicas com o tema em mente.

Surgiram várias questões:

  • Como as pessoas interagem em diferentes plataformas de mídia social?
  • Quais são os tópicos mais discutidos?
  • Como eventos globais ou locais influenciam as interações online?

Pronto. É hora de delimitar o escopo.

Dentre as várias plataformas de redes sociais, o Instagram foi escolhido por sua popularidade entre os jovens adultos.

Além disso, os eventos políticos foram identificados como momentos de intensa atividade e interação nas redes sociais.

Está tomando forma.

Próximo passo, vamos verificar a viabilidade.

A viabilidade deste objeto de pesquisa foi considerada alta, dado o acesso fácil a dados públicos no Instagram e a disponibilidade de ferramentas para análise desses dados.

Próximo passo: consulte a Literatura Existente.

Uma revisão preliminar da literatura mostrou que, embora existam muitos estudos sobre interações nas redes sociais, poucos se concentravam especificamente no comportamento de jovens adultos no Instagram durante eventos políticos, o que indicava uma lacuna potencial.

Será que está bom?

Consultas com colegas e especialistas em Ciências Sociais sugeriram que este seria um objeto de pesquisa relevante e oportuno, dada a crescente influência das redes sociais na política.

Vamos aos ajustes

Para tornar a pesquisa ainda mais específica e gerenciável, foi decidido focar em “jovens adultos”, um grupo demográfico que é especialmente ativo no Instagram e cujas vozes são cruciais em debates políticos.

Ufa. Hora de documentar tudo.

Com o objeto de pesquisa finalizado, foi essencial documentar o processo de pensamento e as justificativas para futuras referências e para a etapa de metodologia do estudo.

E qual o resultado final?

Tema: Interação nas redes sociais.

Objeto de Pesquisa: Análise do comportamento de jovens adultos no uso do Instagram durante eventos políticos.

 

E então, o que achou?

Aproveite nossos outros artigos abaixo. Certamente podemos te auxiliar ainda mais!

Usamos cookies para uma melhor experiência em nosso site. Você pode aceitar nossos termos ou saber mais sobre nossa Política de Privacidade e de Cookies. We are committed to protecting your privacy and ensuring your data is handled in compliance with the General Data Protection Regulation (GDPR).